CONTATO >

T: (21) 2285.4299

F: (21) 99831.0939

E: taligado@redenami.com

Assine nossa newsletter e fique por dentro!

© 2018 por Rede NAMI.

Rua Tavares Bastos, 283, casa 2, Catete, Rio de Janeiro.

"A NAMI é uma rede de mulheres

que usa as artes urbanas

para promover

os nossos direitos"

#AfroGrafiteiras 2018: Turma avançada - Módulo I

July 31, 2018

No dia 14 de abril de 2018, demos início a mais um ano do projeto #AfroGrafiteiras, desta vez com duas turmas iniciantes e uma avançada - esta última com foco nas participantes que já tinham conhecimento prévio de graffiti ou que já tenham passado pela turma básica nos anos anteriores, na qual aprendem, por meio de palestras, oficinas práticas e visitas externas, os princípios da arte urbana e do feminismo negro.

 

O primeiro assunto discutido na turma avançada foi Direitos Sexuais e Reprodutivos, a partir de uma palestra com Rosângela Castro, no Museu da República. Rosângela conversou com as participantes sobre métodos contraceptivos e de prevenção contra ISTs, sexualidades, relações sexuais seguras entre mulheres, gravidez na adolescência, assédio e abuso sexual, relacionamentos abusivos, além do conceito, quase não discutido, de Planejamento Reprodutivo, que é o direito básico da mulher de decidir se quer ou não ter filhos, e sob quais condições.

A partir desta conversa, na oficina seguinte, cada participante foi incentivada  a construir um croqui ou sketch (desenho preliminar de planejamento, projeto para uma arte final, seja ela ilustração, mural, etc) sobre a parte do assunto com qual mais teria se identificado. E no encontro posterior transformaram este croqui em uma ilustração pintada à tinta PVA com fundos que se conectam entre si, com o intuito de transformá-los em um mural coletivo.

Antes do início do mural, porém, tiveram uma oficina teórica com J Lo Borges, sobre criação de sites e portfólios online, como meio de impulsionar os trabalhos artísticos de uma maneira mais profissional com as fotos e informações técnicas.

Na oficina do dia 12 de maio, iniciaram então, na comunidade Tavares Bastos, a pintura do mural coletivo somente com tinta PVA, a mesma utilizada anteriormente nas ilustrações.

 

 

A tinta PVA é bastante utilizada por grafiteiros no Rio de Janeiro, podendo ou não ser conjugada com o spray, é um material de custo mais baixo e muitas vezes mais fácil de transportar, visto que o artista precisa somente da tinta branca e os corantes nos tons que preferir.

A pintura foi finalizada no dia 19 de maio, confira o resultado:

 

 

 

Please reload

Please reload

Please reload

Please reload