CONTATO >

T: (21) 2285.4299

F: (21) 99831.0939

E: taligado@redenami.com

Assine nossa newsletter e fique por dentro!

© 2018 por Rede NAMI.

Rua Tavares Bastos, 283, casa 2, Catete, Rio de Janeiro.

"A NAMI é uma rede de mulheres

que usa as artes urbanas

para promover

os nossos direitos"

Grupo de Acompanhamento: Susan Soares

September 5, 2019

Continuamos nessa semana nossa série de matérias especiais sobre as artistas que fazem parte do Grupo de Acompanhamento em Arte Contemporânea da Rede NAMI. 


Durante dois meses 15 artistas realizaram encontros com a curadora Keyna Eleison, onde discutiram referências artísticas, estilos e ideias para a produção de suas obras. Após esses encontros, cada artista produzirá sua obra individual que fará parte da exposição a ser realizada a partir do dia 15 de novembro no Museu da República.


Nesta semana nossa artista é a Susan Soares (Suhka). Natural de Niterói, aos 30 anos Suhka é artista, empreendedora, mestre em Reiki e graduanda em Design de moda. Multifacetada, a artista teve seu primeiro contato com a arte através da dança, do canto e de seus desenhos de croqui para roupas. 

Susan Soares (Suhka)

 

Em 2017 entrou no projeto #AfroGrafiteiras da Rede NAMI, onde começou a se ver enquanto uma artista, capaz de ocupar espaços que antes não imaginava. Nas oficinas de graffiti participou de rodas de conversas e propostas artísticas que envolviam temas ligados aos direitos das mulheres, e a luta pelo fim da violência doméstica, dessa forma os assuntos fizeram com que a artista começasse a se posicionar contra o sexismo, o machismo e as imposições de uma sociedade patriarcal. Por meio do projeto #AfroGrafiteiras, Suhka também participou de diversos eventos, como o MOF - Meeting of Favela, evento que conta com grafiteiros de várias partes do mundo, também foi uma das grafiteiras convidadas pelo Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) para fazer um graffiti durante a exposição do artista norte-americano Jean-Michel Basquiat. 


Também em 2017, Suhka iniciou sua marca “Suhka Ateliê” de acessórios sustentáveis, que também classifica como peças artísticas.

Mof - Meeting of Favela, 2017.


Além da pintura e colagem, uma das expressões artísticas de Suhka são as performances, em 2019 realizou “O que importa é mundo mágico que criamos dentro", performance inspirada no livro Lugar de negro da escritora Lélia Gonzalez; “Performance Experimental & Feminilidades”, ação integrante da instalação site-specific “ As que virão depois de nós” desenvolvida por Marcela Fauth no centro cultural Despina; e “Luzes do Leblon”, performance de interação com as telas da artista Analize Nicolini. 


Em suas obras Suhka trabalha com temas relacionados a mulheres, mulheres negras, o ser, a cocriação, a expansão de consciência, a conexão com o eu superior e o universo. 

 

Para conhecer mais sobre os acessórios da artista, acesse:

 

@suhkatelie

Intervenção Artística para o Evento de Encerramento do projeto Hospedando Lélia Gonzalez, Parque Lage. Julho 2019

 

Maria Firmina, inspirado em Jean Basquiat - CCBB RJ, 2018.

 

 

 

 

 

Please reload

Please reload

Please reload

Please reload